Eu seria professora de novo, se a vida recomeçasse!

Por Suzi Aguiar – Professora

Não há como não lembrar. Nem há como esquecer as centenas de histórias vividas na pele da professora que fui. Foram 32 anos. Já faz quase uma década que fechei o ciclo e me aposentei e eu ainda gosto de dizer que sou professora. Isto me dá orgulho, uma espécie de poder, de saber-se capaz de transformar vidas e isto não há salário que pague.

Me vejo professora quando invento para sobrinhos e neto brincadeiras envolvendo letras e números. Quando, empolgada, modifico a entonação de voz para deixar claro que o personagem da história mudou. Me vejo professora sentada no chão ou inventando mil peripécias para que qualquer brincadeira vire uma divertida aprendizagem.

Não! Não sou só uma avó apaixonada por letras e livros! Minha alma é professora! Ela precisa ver-se ensinando.

Quando estou com crianças me transformo. As brincadeiras que favorecem o ler e o escrever brotam do nada, sem planos, sem intenção. Elas apenas vêm! E fico feliz com a sintonia que surge entre mestre e aprendiz. O sorriso da descoberta e o olhar de quem aprendeu são impagáveis, tal qual a sensação de que, sim, eu ainda sei ensinar.

A paixão pela docência nasceu comigo. Sem nenhum tabu digo que fui uma professora apaixonante e apaixonada por ensinar e aprender. Inventava mil brincadeiras e atividades divertidas. Era incansável especialmente com aqueles que tinham dificuldades. Jamais desisti de um aluno. Amava o trabalho de conquistar a confiança.

Nos últimos anos me via cansada de dar aulas. Cansada do dia a dia maçante. Cansada de pais irresponsáveis. Estava exausta de mergulhar de cabeça nos problemas que não eram meus, exausta das promessas dos governantes que nunca se cumpriam. Algumas vezes me deixava abater por esta nuvem cinzenta que cobria a beleza do ensinar e aprender.

Eu me aposentei.  Fiquei distante das escolas para varrer do coração todos os cansaços que me afligiam.

Tanto tempo longe deste cotidiano e me vejo com saudade dos meus pequenos. Das dezenas de beijinhos melados na chegada. Dos abraços apertados da saída. Saudade da mesa repleta de presentes dados com o mais inocente e profundo amor: uma tampinha de garrafa, uma flor, muitos desenhos que diziam mais que uma folha inteira de palavras, uma bala – isso, aquela que alguém achara necessária para retribuir o sorriso todas as manhãs. Saudade de tantas outras coisas que podiam parecer insignificantes, mas que tinham todo o sentido para dizer implicitamente “eu te amo”.

O mundo mudou. A vibe é outra: livros interativos, diferentes idiomas, e todos os desenhos vistos na palma da mão dos pequenos, novos jeitos de ensinar. Mas a figura do professor e do aluno continuam se conectando apenas com o coração e, quando isso acontece, o amor é a soma total.

É desta paixão que tenho saudade. É este querer bem que me faz falta. Que bom que eu vivi tantas histórias bonitas, tanta entrega recíproca capaz de fazer irrelevantes o cansaço e as decepções.    

Que bom que eu posso dizer: Eu seria professora de novo se a vida recomeçasse…

Projeto de castração social acontecerá no próximo sábado, dia 12/10

Um grupo de protetores independentes de animais, que se engajam para reduzir o número de cães e gatos abandonados, realizará no próximo sábado, dia 12 de outubro, o 1º Projeto de Castração Social no município de Governador Celso Ramos. O evento conta com o apoio da Prefeitura Municipal, Secretaria de Saúde e Centro do Bem Estar Animal.    

Durante todo o dia, das 9 às 16 horas, o projeto estará sendo realizado na Praça 6 de Novembro, em Ganchos do Meio, e terá quatro ações:

1) Brechó de roupas, bijuterias e outros acessórios (todo dinheiro arrecadado será usado para castrações).
2) Banca para inscrições: quem deseja inscrever seus animais para castração, deverá comparecer no evento. Entre os requisitos necessários deve ser morador da cidade de Governador Celso Ramos e possuir renda inferior a dois salários mínimos. O dono do animal terá apenas o custo da medicação. Nesta data serão feitas as inscrições para, posteriormente, os voluntários entrarem em contato para os agendamentos.
3) Banca para doações: A cada R$ 20,00 em doação a pessoa ganha um cupom. O vencedor ganhará um brinde surpresa. O valor arrecadado será repassado para o grupo de voluntários para futuras castrações. 
4) Feira de doação: a Prefeitura levará os filhotes do canil para doação. Quem adotar um animal preencherá um termo de adoção. Todos os animais adotados terão as vacinas e a castração garantidas pela prefeitura.

Para uma das voluntárias do grupo de protetores independentes, Melissa Lima, a castração é muito importante porque o número de animais abandonados cresce a cada dia. “Há dois anos comecei a castrar principalmente gatos e gatas da vizinhança, de vizinhos. Até que as pessoas começaram a me procurar para, inclusive, pagar o valor da castração, porque elas têm dificuldade em levar o animal para uma clínica específica para castrações, fora da cidade. As pessoas querem castrar seus animais, mas não tem como levar. Por isso o grupo decidiu se unir, juntamente com a prefeitura e o centro do bem estar animal, para dar uma impulsionada nesse processo de conscientização e castração social. Devemos ter consciência. Uma gata por exemplo em uma cria são em média seis filhotinhos novos, e a amplitude disse, em pouco tempo, é absurda. Assim acontece de muitos animais ficarem abandonados porque não têm como cuidar de todos. Me preocupei em começar a movimentar o projeto justamente porque as pessoas começaram a me procurar”, conta Melissa. 

Participe, faça doações, adote um bichinho de estimação, inscreva seu cachorro ou gato para castração social. Não perca!!!

Mais informações: (48) 3039-8815/3039-8816.

 

Feira de Ciências contou com presença da artista plástica Daisy Américo

Artista Daisy e professora Juliana

Alunos da Escola de Educação Básica Dr. Aderbal Ramos da Silva, de Governador Celso Ramos, expuseram diversos trabalhos na Feira de Ciências deste ano, realizada na última sexta-feira, dia 30 de agosto. Alunos da turma 701, que contou com a regência da professora de artes Juliana Baldança, recebeu a presença da artista plástica Daisy Américo para abrilhantar o trabalho desenvolvido no decorrer do segundo trimestre.

“Durante o período de estudo orientei os alunos a buscarem através da arte conhecer um pouco mais sobre a bela cidade de Florianópolis e sua história. O intuito, claro, era valorizar a cultura açoriana e retratar alguns cenários presentes no cotidiano daquela região”, comenta a professora Juliana que decidiu, junto ao grupo, recorrer a artista plástica Daisy Américo, natural de Blumenau, que veio morar em Florianópolis ainda criança, algumas sugestões para o trabalho da turma.

As obras da artista são uma maneira de agradecer o acolhimento da cidade de Florianópolis, assim como demonstrar o imenso amor e gratidão por tudo que aqui existe. “Ela retrata de uma maneira colorida, alegre e descontraída a cultura e cenas do cotidiano. Os alunos em si, conseguiram retratar muito bem a ideia proposta. Os trabalhos ficaram maravilhosos, fiquei muito orgulhosa da turma”, acrescenta Juliana.

A artista Daisy Américo se fez presente durante todo o dia na Feira de Ciências do Aderbal, momento em que conversou com alunos, pais, professores e visitantes.

Alunos orgulhosos com o resultado do trabalho de artes

Texto: Cristiane Toschi – jornalista

Fotos: Divulgação

Escola de música Search 7 oferece primeira aula gratuita

O professor Pablo André S. Neves toca instrumentos musicais como violão desde os 12 anos

Texto: Cristiane Toschi – jornalista

Fotos: Divulgação

Aprender a tocar um instrumento musical auxilia em diversos quesitos fundamentais para a convivência no dia a dia das pessoas. Ajuda a trabalhar a concentração, auxilia a coordenação motora e promove momentos de relaxamento e diversão.

Por isso, o apaixonado por música, professor e publicitário Pablo André S. Neves, de 38 anos, e também autoditada, quer passar sua vasta experiência pra frente. Há três meses montou a escola de música Search 7, no bairro de Palmas, e oferece a primeira aula gratuita.  

“Toco há mais ou menos 25 anos, 15 profissionalmente. Hoje ofereço na escola aulas de guitarra, violão, baixo e bateria. Incentivo todas as pessoas que apreciam a arte da música a aprender a tocar um instrumento, porém, quanto mais cedo melhor porque vai muito de pessoa para pessoa. É fundamental para a coordenação motora, concentração, paciência, harmonia, autoconhecimento, relaxamento, combate ao estresse e, principalmente, diversão. A música é um componente completo, está em todos os lugares, em nossas casas, nossos carros, no teatro, na dança, no cinema, nas festas. A música está no dia a dia, tanto, que às vezes passa despercebida. Com a música, podemos melhorar as habilidades sociais, a disciplina, memória e ainda oferece um benefício extra: a cultura”, comenta Pablo Neves que montou sua primeira escola em 2003, na cidade de Sunnyvale, Estado da Califórnia, nos Estados Unidos, na qual se chamava The Search Music School. “Creio que funciona até hoje com outro nome. Quem ficou c

Eduardo tocou em bandas de metal

om ela foi uma polonesa professora de piano e deve se chamar Pleasanton”.

A escola conta também com a parceria e talento do professor Eduardo Supi, 27 anos, guitarrista, baixista e baterista. Já tocou em diversas bandas de metal como Warhell, Inside They Die, Infernal War, Chronicles of Hate. 

Banda The Search 7 surgiu nos Estados Unidos

Pablo é um músico autodidata

Quando morava nos Estados Unidos, o músico Pablo Neves montou a banda The Search 7, inicialmente para produção de trilhas sonoras de esportes radicais. “Uma das trilhas, inclusive, foi vendida para a marca Rip Curl. Depois que retornei para o Brasil comecei a escrever algumas letraspara as trilhas e acabaram se tornando músicas que estão no disco. Lancei um single chamado Adrenalina, numa coletânea lançada em 2016, produzido pelo produtor musical Rick Bonadio, em São Paulo”.

Método de inglês para conversação

Pablo Neves é natural de Blumenau – S.C. e morou parte de sua infância nos Estados Unidos. Seu idioma de origem é o inglês, vindo a aprender a língua portuguesa após os 10 anos de idade. “Dou aulas de inglês há muitos anos, comecei na faculdade para juntar dinheiro para viajar e acabei criando uma forma própria de ensino. Assim como aprendi a falar o português com 10 anos, utilizo a mesma metodologia que aprendi, ou seja, falar falando. Somente a gramática necessária. Assim como quando você é criança, aprende primeiro a falar e depois a escrever. 99% das crianças brasileiras têm inglês na escola e não aprendem a falar, pois é ensinado gramática antes do idioma em si. Primeiro aprenda a falar e depois escrever”, sugere Pablo que oferece aulas particulares de inglês.

Para mais informações sobre as aulas de música e de inglês

entre em contato: 48 9 9603-7577 com Pablo Neves.

 

Ansiedade – Parte 2

Fernanda Zanon – Psicóloga

No texto anterior, falei sobre os sintomas psicológicos da Ansiedade. Neste, abordarei os sintomas físicos, os tipos de ansiedade e tratamento.

Sintomas físicos da ansiedade

  • Dor ou aperto no peito e aumento das batidas do coração
  • Respiração ofegante ou falta de ar
  • Aumento do suor
  • Tremores nas mãos ou outras partes do corpo
  • Sensação de fraqueza ou cansaço
  • Boca seca
  • Mãos e pés frios ou suados
  • Náusea
  • Tensão muscular
  • Dor de barriga ou diarreia.

Crises de pânico

As crises de pânico são uma reação comum aos transtornos de ansiedade, principalmente na síndrome do pânico. Suas principais características são:

  • Sensação de nervosismo e pânico incontroláveis
  • Sensação de morte
  • Aumento da respiração
  • Aumento da frequência cardíaca
  • Tonturas e vertigens
  • Problemas gastrointestinais.
  • Em alguns casos, os sintomas físicos são tão intensos que podem ser confundidos com doenças como infarto e outros eventos cardiovasculares .

Relação entre ansiedade e depressão

Muitas pessoas acreditam que ansiedade e depressão são quadros opostos, mas eles têm sintomas muito semelhantes, como:

  • Medos
  • Insônia
  • Insegurança
  • Dificuldades de concentração
  • Irritabilidade

Grande parte das pessoas com transtornos de ansiedade evitam as situações que podem desencadear sintomas e, com isso, passam a viver de forma muito restrita como: não sair de casa sozinho, não participar de encontros e outros eventos sociais, ficar preocupado com tudo e acabar não fazendo nada.

Quanto mais a ansiedade abala a vida de uma pessoa, maior a chance de ela ficar deprimida.

Tanto a ansiedade, quanto à depressão, costumam estar ligadas a disfunção de neurotransmissores chamada monoaminas, que englobam a serotonina.

Tipos de Ansiedade

  • Transtorno de ansiedade generalizada (TAG)
  • Síndrome do pânico
  • Fobia social
  • Fobias específicas
  • Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC)
  • Transtorno de estresse pós-traumático

Causas:

  • Não se sabe ao certo por que algumas pessoas são mais propensas à ansiedade descontrolada do que outras. Alguns dos fatores que podem estar envolvidos são:
  • Genética, ou seja, histórico familiar de transtornos de ansiedade
  • Ambiente, por exemplo passar por algum evento traumático ou estressante
  • Mentalidade ou modelo de pensamento, ou seja, a forma como a pessoa estrutura seus pensamentos ou linhas de raciocínio e, consequentemente, encara as situações do dia a dia
  • Doenças físicas.

Entre as doenças físicas que podem estar relacionadas à ansiedade, encontramos:

  • Problemas cardiovasculares, como as arritmias cardíacas
  • Doenças hormonais, como hipertireoidismo ou o hiperadrenocorticismo (aumento de atividade da glândula adrenal)
  • Problemas respiratórios, como o DPOC (Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica)
  • Dores crônicas
  • Abuso de drogas, álcool ou medicações como os benzodiazepínicos.

Fatores de Risco:

  • Eventos traumáticos na infância ou mesmo vida adulta
  • Estresse relacionado a doenças físicas sérias
  • Acúmulo de estresse
  • Tipo de personalidade, já que algumas pessoas tem uma personalidade naturalmente ansiosa, como os perfeccionistas e os controladores
  • Abuso de substâncias, como álcool, cigarro e drogas ilícitas.

Tratamento

  • O tratamento da ansiedade em casos de moderado a grave deve ser acompanhado por um médico psiquiatra que prescreverá a medicação que melhor se adequar ao paciente.
  • A psicoterapia com um psicólogo deve ser feita em conjunto com o tratamento medicamentoso antes, durante e depois do desmame.
  • Fundamental que o uso de medicamentos aconteça somente com acompanhamento médico.

 

Ansiedade – Parte 1

***********

Fernanda Zanon

Psicologia Clínica

CRP 12/12792

(48) 99666-1330

Avenida Ganchos, 500, 1º andar – sala 4 – Ganchos do Meio

Edifício Comercial Farmácia Sodré

imagem: reprodução

MANEZADA É CAMPEÃ DA 7ª GINTERGOV

Nas últimas semanas, as cores azul, verde e amarelo tomaram conta de Governador Celso Ramos. Alunos, pais e servidores públicos participaram da sétima edição da GINTERGOV (Gincana Interescolar de Governador Celso Ramos), organizada pela Prefeitura de Governador Celso Ramos através da Secretaria de Educação, Esporte e Cultura. 
Desde os primeiros dias, a atual edição da gincana dava sinais de que esta seria a edição mais disputada da história. Em cada prova e etapa conquistada, crescia o sonho das equipes Azulnimados (Azul), Iluminados (Amarelo) e Manezada (Verde) de faturar mais uma gincana. 
No último sábado, 17 de agosto, no Ginásio Municipal de Esportes, no bairro Calheiros, aconteceu a última etapa da competição. Nas arquibancadas, os gincaneiros agitavam o espaço e faziam uma linda festa em cada prova executada. A última prova foi um musical do filme O Rei Leão, em que todas as equipes trouxeram um show de cores, cenários maravilhosos e performances arrebatadoras.
Após o término da prova a expectativa tomou conta do ginásio, os organizadores se reuniram para computar a pontuação total e declarar a classificação final da gincana. O terceiro lugar ficou com a Azulnimados, em segundo lugar a Iluminados e a campeã da sétima GINTERGOV foi a equipe Manezada que faturou o seu segundo título da competição.

SAGA abre unidade com curso de computação gráfica e oficinas gratuitas

Reconhecida como polo tecnológico brasileiro, capital catarinense foi escolhida pela maior rede de escolas de games, computação gráfica, design e efeitos visuais do Brasil para receber sua 15ª unidade, a primeira na região Sul do país; inauguração será amanhã, terça-feira, 20 de agosto

A SAGA acaba de chegar a Florianópolis, sua primeira unidade na região Sul. Comprometida em dobrar o número de unidades em cinco anos, a maior rede de escolas de games, computação gráfica, design e efeitos visuais do país abre as portas na capital catarinense na próxima terça-feira, 20 de agosto,  com o curso Start, que ensina desde as noções básicas da computação gráfica até técnicas de modelagem 3D, animação e efeitos visuais. A nova unidade também promoverá oficinas gratuitas de produção 3D, edição de imagem e desenvolvimento de cenários em games.

“Estamos muito empolgados com essa nova unidade. Florianópolis respira inovação e tecnologia e há uma conexão natural com a SAGA, com o que fazemos, pensamos e pretendemos para o futuro dos nossos alunos.  Segundo a Associação Catarinense de Empresas de Tecnologia (Acate), atualmente há mais de 900 empresas do segmento na Ilha, e esperamos ajudar a formar e qualificar mão-de-obra local para abastecer e impulsionar a economia criativa da região”, disse Alessandro Bomfim, CEO e fundador da SAGA.

A SAGA Florianópolis é a 15ª unidade da SAGA e a terceira inaugurada em 2019, depois de SAGA Paraíso, em São Paulo, e SAGA Campinas/SP.

Start, curso de computação gráfica para iniciantes

Com 270 horas de duração, o Start é referência na área de computação gráfica para iniciantes e oferece todo o conteúdo que os jovens precisam para iniciar uma carreira profissional nesse segmento. No Start, os alunos aprendem técnicas de tratamento de imagens, criação de efeitos em ilustrações, filmes, animações em 2D e em 3D, desenvolvimento de games em 2D e utilização de programas como Photoshop, Illustrator, Flash, Premiere, After Effects, Maya, ZBrush e Substance Painter.

Oficinas gratuitas

A SAGA Florianópolis também oferecerá oficinas gratuitas a interessados em computação gráfica, games e arte digital. São três workshops: “Produção 3D”, que introduz o universo da arte tridimensional por meio das principais ferramentas do software Autodesk Maya; “Edição de Imagem”, que ensina a usar o Adobe Photoshop, principal software de edição de imagens digitais e o mais utilizado por profissionais desse mercado, e “Cenário de Games”, dedicado ao desenvolvimento de cenários de jogos eletrônicos. Cada oficina tem duração de oito horas, divididas em quatro aulas, e, ao término, os alunos recebem um certificado SAGA reconhecido pela Adobe e Autodesk. Interessados poderão se inscrever pelo site https://saga.art.br/oficina/floripa/.

Conceito SAGA

A SAGA Florianópolis seguirá os novos conceitos da rede, apresentados na recém-inaugurada SAGA Paraíso, em São Paulo, e terá espaços de trabalho compartilhados e infraestrutura moderna, com laboratórios equipados com os mais avançados equipamentos e softwares, decoração com trabalhos de alunos, lanchonete com wi-fi e tomadas elétricas para os alunos trabalharem e se divertirem nos horários vagos, e área com refeitório e mesas coletivas  para trabalhar e fazer network.

Sobre a SAGA (School of Art, Game and Animation) – Pioneira no ensino de desenvolvimento de jogos, a SAGA foi criada em 2001 como escola livre de arte digital e, desde então, já transformou milhares jovens em profissionais qualificados e competitivos. Hoje a escola tem cerca de 20 mil alunos e é um Centro de Treinamento Autorizado da Adobe e da Autodesk, Academic Partner da Unreal Engine, Pixologic e Allegorithmic, e referência nacional em cursos de games e animação. Com professores altamente qualificados, atendimento pedagógico, material didático digital, laboratórios equipados com as mais avançadas ferramentas de software e equipamentos de última geração como mesas digitalizadoras e workstations com iluminação especial para desenho, a SAGA oferece  dois cursos livres –  Start (computação gráfica para iniciantes) e PlayGame (desenvolvimento de jogos em 3D) – e  tem 14 unidades: Lapa,  Paraíso, Santana, Santo Amaro e Tatuapé na capital Paulista; Centro, em Guarulhos; Centro, em Campinas; Jardim Satélite, em São José dos Campos/SP; Centro, em Santo André/SP; Pituba, em Salvador/BA; Boa Viagem, em Recife/PE, Taguatinga, em Brasília/DF;  Centro, em Belo Horizonte/MG, e Centro, em Goiânia/GO. A SAGA também idealizou e promove o The Union, maior evento de computação gráfica do Brasil, e, em parceria inédita com a Gnomon School of Visual Effects, de Hollywood – EUA, criou a AXIS, escola internacional de arte digital localizada no bairro do Paraíso, em São Paulo.

A SAGA Florianópolis está localizada na R. Alvaro de Carvalho, 133, 3° andar, no Centro da cidade. As matrículas estarão abertas a partir de quarta-feira (21) e poderão ser feitas na própria unidade ou pelo telefone (48) 3204-7475.

Mais informações sobre a SAGA e seus cursos estão disponíveis em www.saga.art.br

Ansiedade – Parte 1

Por Fernanda Zanon – Psicóloga

A ansiedade é uma emoção normal do ser humano, comum ao se enfrentar algum problema no trabalho, antes de uma prova ou diante de decisões difíceis do dia a dia. No entanto, a ansiedade excessiva pode se tornar uma doença, ou melhor, um distúrbio de ansiedade.

Pessoas que sofrem de distúrbios de ansiedade sentem uma preocupação e medo extremos em situações simples da rotina, além de alguns sintomas físicos, o que atrapalha suas atividades cotidianas, já que eles são difíceis de controlar.

Relação entre medo e ansiedade

A ansiedade é algo muito próximo da preocupação. E preocupação nada mais é do que um aspecto do medo, um temor de que as coisas não saiam como nós gostaríamos. Todos esses componentes são necessários para a nossa evolução e sobrevivência; o que não pode ocorrer é um exagero de qualquer um deles.

O tempo prolongado de ansiedade (a chamada ansiedade crônica) aumenta o nível de tensão e o estresse interno e pode levar ao surgimento do medo específico ou até mesmo irreal.

Instinto básico de fugir ou lutar

A ansiedade é, basicamente, uma resposta do corpo vinda do sistema nervoso autônomo, que age independente do nosso pensamento racional, como um reflexo.
Ele tem a porção simpática, que tem reações de resposta ao estresse, preparando o corpo para fugir ou lutar em uma situação de perigo.

Isso ocorre com a liberação de adrenalina, que causa reações como:

– Acelerar os batimentos cardíacos e contrair os vasos sanguíneos, para levar o sangue mais rapidamente
– Dilatar os brônquios, para aumentar a respiração e o consumo de oxigênio
– Diminuir a motilidade do intestino, para guardar energia para outras ações

Isso ocorre com a liberação de adrenalina, que causa reações como:

– Acelerar os batimentos cardíacos e contrair os vasos sanguíneos, para levar o sangue mais rapidamente
– Dilatar os brônquios, para aumentar a respiração e o consumo de oxigênio
– Diminuir a motilidade do intestino, para guardar energia para outras ações
– Dilatar as pupilas, para melhorar a visão mesmo em pouca luz
– Aumentar a liberação da glicose no sangue, para dar mais energia às células.
– A liberação do cortisol também ocorre neste processo, o que traz alguns outros impactos ao corpo, como aumento da gordura corporal, inibição do muco da parede gástrica e trazendo fadiga ao cérebro.

Sintomas psicológicos da ansiedade

– Constante tensão ou nervosismo
– Sensação de que algo ruim vai acontecer
– Problemas de concentração
– Medo constante
– Descontrole sobre os pensamentos, principalmente dificuldade em esquecer o objeto de tensão
– Preocupação exagerada em comparação com a realidade
– Problemas para dormir
– Irritabilidade
– Agitação dos braços e pernas.
– Sintomas físicos da ansiedade
– Dor ou aperto no peito e aumento das batidas do coração
– Respiração ofegante ou falta de ar
– Aumento do suor
– Tremores nas mãos ou outras partes do corpo
– Sensação de fraqueza ou cansaço
– Boca seca
– Mãos e pés frios ou suados
– Náusea
– Tensão muscular
– Dor de barriga ou diarreia
– Ataques de pânico

Acompanhe no próximo artigo – Ansiedade – Parte 2, a continuação sobre o tema na qual abordarei um pouco mais sobre ansiedade, ataques de pânico, relação entre ansiedade e depressão e tratamentos.

**********

Fernanda Zanon

Psicologia Clínica

CRP 12/12792

(48) 99666-1330

Avenida Ganchos, 500, 1º andar – sala 4 – Ganchos do Meio

Edifício Comercial Farmácia Sodré

imagem: reprodução

Depressão – existe solução

Por Fernanda Zanon – psicóloga

Também  conhecida por Transtorno Depressivo maior. O desequilíbrio químico nos neurotransmissores pode ser uma das causas.

O que é: Distúrbio Cerebral caracterizado por depressão persistente ou perda de interesse por atividades, causando prejuízos significativos na vida diária.

Acontecem mais de 2 milhões de casos no Brasil por ano e as possíveis causas incluem uma combinação de fontes biológicas, psicológicas e sociais de angústia. Algumas situações são desencadeadas por lutos, traumas ou violência.

Cada vez mais, as pesquisas sugerem que esses fatores podem causar problemas na função cerebral, incluindo atividade anormal de curtos circuitos neuronais.

A sensação persistente de tristeza ou perda de interesse que caracteriza a depressão pode levar a uma variedade de sintomas físicos e comportamentais, como: alterações do sono, apetite, nível de energia, concentração, comportamento diário ou autoestima. A depressão também pode ser associada a pensamentos suicidas.

A base para o tratamento inclui medicamentos e psicoterapia, o ideal é que os dois aconteçam em conjunto. Visto que o medicamento ameniza os sintomas e a psicoterapia trata a causa.

Fazendo o tratamento, a probabilidade é que com o tempo o paciente comece a entender melhor seu funcionamento, elabore traumas e situações mal resolvidas e pare de repetir padrões de comportamento, com isso os medicamentos podem ir sendo diminuídos até o total desmame do mesmo.

A depressão é uma doença silenciosa e que tem chamado a atenção de número de mortes por suicídio. Dificilmente a pessoa acometida pela doença terá iniciativa de buscar ajuda, com isso é importante que a família e amigos estejam atentos aos sintomas.

Pessoas depressivas podem ter:

No humor – Ansiedade, apatia, culpa, descontentamento geral, desesperança, mudanças de humor, perda de interesse ou falta de prazer em atividades, solidão, tristeza, tédio ou sofrimento emocional.

No comportamento – Agitação, automutilação, choro excessivo, inquietação, irritabilidade ou isolamento social.

No sono – Despertar precoce,  excesso de sonolência, insônia ou sono agitado.

Na cognição – Falta de concentração, lentidão durante atividades ou pensamentos suicidas.

No corpo – Fadiga ou  fome excessiva .

Também é comum a depressivos  o abuso de substâncias ou falta de apetite.

Por muitas vezes as pessoas não aceitam ou não acreditam estar doentes ou precisando de ajuda. Vão deixando o tempo passar acreditando que uma hora tudo se resolverá. Isso realmente pode acontecer, mas se achar que os sintomas não passam, não deixe de buscar ajuda com um profissional habilitado da área de psicologia.

Acredite, existe solução.

********

Fernanda Zanon

Psicologia Clínica

CRP 12/12792

(48) 99666-1330

Avenida Ganchos, 500, 1º andar – sala 4 – Ganchos do Meio

Edifício Comercial Farmácia Sodré

imagem: reprodução

DIA MUNDIAL DO MEIO AMBIENTE MARCADO COM DISTRIBUIÇÃO DE MUDAS SILVESTRES

O Dia Mundial do Meio Ambiente é comemorado anualmente em 5 de junho, mas na mesma semana é realizada também a Semana do Meio Ambiente. Em Governador Celso Ramos, para lembrar essa data, a Escola do Meio Ambiente e o Instituto Chico Mendes realizaram uma série de atividades, como palestras, seminários, distribuição e plantio de mudas, trilhas e limpeza de praias no município.

Uma dessas atividades aconteceu na tarde desta quarta-feira, 5, na praça Seis de Novembro, em Ganchos do Meio. No local, mudas de árvores nativas da mata atlântica foram doadas aos moradores da comunidade que circularam pelo local – espécies eram frutíferas e não frutíferas. Além dessa atividade, foi também realizado o trabalho de educação ambiental por meio da distribuição de panfletos informativos e atendimento de dúvidas dos moradores locais sobre cuidados e preservação do meio ambiente.

De acordo com a diretora da Escola do Meio Ambiente, Luciara Azevedo de Mello, as atividades em comemoração à semana do meio ambiente e ao Dia Mundial do Meio Ambiente são realizadas para conscientizar a população sobre a importância da preservação dos recursos naturais, para alertar para as mudanças climáticas e o papel que a nossa mudança de hábito pode desempenhar no futuro do planeta. “Sabedoria e conhecimento geram mudanças de atitude, por isso é importante levar educação e informação para que as pessoas cuidem cada vez mais do meio ambiente”, disse Luciara.

Lembrando que o Dia Mundial do Meio Ambiente foi estabelecido em Estocolmo, Suécia, em 1972, durante a Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente Humano. Essa data, 5 de junho, foi escolhido para coincidir com o dia em que a conferência foi realizada, e o objetivo é chamar a tenção de todas as pessoas, comunidades e governos para os problemas ambientais e a importância de preservação dos recursos naturais.

A semana do meio ambiente começou na terça-feira, 03, e segue com cronograma até o próximo sábado, 08. As principais atividades previstas ainda para esta semana são plantio de mudas na Fazenda da Armação, limpeza de praia, na Praia de Palmas, e trilha nas Praias de Ilhéus e Sissial.

Projeto Plantando Nossa Cidade com alunos da E.E.B.M. Maria Amália Cardoso